top of page
  • Foto do escritorRubria Liliane

ISENÇÃO DE VISTO PARA O JAPÃO 2023


Castelo de Nagoya

A notícia mais esperada para quem pretende viajar para o país do sol nascente, foi a isenção de visto para o Japão em 2023, e essa isenção entrou em vigor hoje, dia 30 de setembro.


Mas calma, o fato de não precisar "correr atrás do visto" para viajar, não vai te isentar das muitas responsabilidades que ainda permanecem, e se não cumprir com os requisitos mínimos pode não conseguir passar da fronteira.


Neste post, te explico como funciona o processo de entrada no país, e quais cuidados você deve ter ao planejar sua viagem ao Japão com isenção de visto daqui para frente.


COMO GARANTIR A ISENÇÃO DO VISTO JAPONÊS


Há alguns meses eu precise ir a Recife para solicitar o visto para viajar ao Japão a turismo, fiquei 3 dias na cidade aguardando o resultado, e sei que não é algo simples de conseguir.


Logo depois que voltei do Japão, o consulado liberou a solicitação de visto eletrônico, ou seja, todo o processo poderia ser feito virtualmente, e através de um aplicativo você poderia apresentar o visto na fronteira.


E com a isenção de visto para o Japão liberado a partir de hoje, o brasileiro não vai mais precisar de tudo isso para organizar a sua viagem ao Japão.



Porém a isenção de visto para o Japão é válida para quem possui o passaporte válido com chip, caso você não possua existem duas alternativas, ou faz um passaporte mais atualizado, ou solicita o visto de forma presencial, pois a solicitação de visto eletrônico também se aplica para os possuidores do documento com chip.



Após o passaporte com chip, saiba que existem documentos que serão exigidos na fronteira do país, o visto fazia todo esse trabalho, mas agora com a isenção, a fronteira será mais cuidadosa.


Antes da isenção de visto para viajar ao Japão, na fronteira se preenchia um formulário a mão, apresentava o passaporte, feito o seu registro de entrada no sistema, uma foto, e a pessoa era liberada.


Com a isenção de visto, precisará passar por uma pequena entrevista na fronteira, levar documentos que comprovem tudo o que você pretende dizer, e se você estiver dentro dos critérios, você é liberado.


Documentos que precisará levar consigo para conseguir passar na fronteira do Japão a turismo:

  • Passaporte brasileiro válido com chip (mínimo 6 meses antes de expirar);

  • Comprovante de residência atualizado;

  • Comprovante de renda: Imposto de Renda, 3 últimos contracheques, 6 últimos extratos bancários;

  • Comprovante de saldo bancário com o valor que corresponda aos gastos previstos da sua estadia no Japão;

  • Reservas de Hotéis;

  • Passagem de ida e volta;

  • Seu roteiro de viagem no país;

  • Seguro Viagem.

Caso sua estadia no Japão seja na casa de familiares e amigos, você precisará de outros documentos, e seu anfitrião precisa ser nativo ou residente legal no país.


Neste caso, além de toda documentação acima, no lugar do comprovante de estadia, você vai precisar apresentar:

  • Uma carta convite do anfitrião declarando ser responsável pelo visitante no país, inclusive financeiramente, pelo tempo de sua permanência;

  • Comprovante de residência do anfitrião;

  • Comprovante de renda familiar do anfitrião;

  • Documento que comprove a fonte de renda do anfitrião;

  • Documento que comprove a legalidade do anfitrião no Japão; no caso de nativo será a documentação de identificação oficial, se for residente legal, o documento que comprove sua legalidade no país.

Parece muita coisa, mas a verdade é que a fronteira do país quer ter o cuidado que você realmente ficará seguro, terá condições financeiras para arcar com seu planejamento, e que voltará no tempo determinado por você, sem a possibilidade de ficar ilegalmente no país.





Rubria


Rubria Liliane

Jornalista, escritora entusiasta.

Commenti

Valutazione 0 stelle su 5.
Non ci sono ancora valutazioni

Aggiungi una valutazione
bottom of page